segunda-feira, setembro 12, 2005

MOSTRA DE CINEMA DA AMÉRICA LATINA

De 15 a 24 de Setembro o Fórum Lisboa vai acolher uma Mostra de Cinema da America Latina onde serão exibidos filmes representativos das actuais tendencias da cinematografia latino-
-americana.
Para o efeito, a Casa da America Latina, a EGEAC - empresa municipal responsável pela gestão dos espaços culturais do Municipio de Lisboa - e o ABC Cine-Clube de Lisboa,
constituiram uma parceria de que resultou a organização da Mostra.
A programação é constituida por filmes inéditos em Portugal, com prémios significativos, procurando centrar-se na apresentação de um número máximo de
cinematografias, com obras de produção recente e sempre que possível de jovens autores.
Esta é uma excelente oportunidade para os sócios e amigos do ABC e o público de Lisboa contactarem com o actual panorama cinematográfico latino-americano, onde serão apesentados 17 filmes (9 longas-metragens e 8 curtas-metragens) oriundos de 11 países.

No âmbito da Mostra será ainda apresentada a exposição “Los Olvidados - Memória do Mundo”.
A exposição constitui uma iniciativa do Centro Buñuel de Calanda e visa contribuir para a difusão do galardão “Memória do Mundo”, atribuído pela UNESCO ao filme de Luis Buñuel “Los Olvidados” (México - 1950).

LONGAS-METRAGENS

PUNTO Y RAYA
Venezuela, Chile, Espanha e Uruguai. 2004.
Realização: Elia K. Schneider.
Int.: Roque Valero, Edgar Ramírez, Ramiro Meneses, Daniela Alvarado, Pedro Lander, Dora Mazzone.
Argumento: Henry Herrera.
Fotografia: Óscar Pérez.
Duração: 1h43m.

Cheíto e Pedro - um venezuelano, o outro colombiano - encontram-se na fronteira que separa ambos os países em tempo de exacerbados nacionalismos. Um tem uma firme vocação: a deserção, o outro a defesa da pátria. A agreste geografia humana da fronteira envolve-os nas mais absurdas situações e a única possibilidade de sobreviver é unirem-se. Acabam, assim, por consolidar uma exemplar história de amizade entre eles, até que surge a traição.

BOLÍVAR SOY YO
Colômbia e França. 2002.
Realização: Jorge Alí Triana.
Int.: Robinson Díaz, Amparo Grisales, Jairo Camargo, Alejandra Borrero, Gustavo Angarita, Fanny Mikey. Argumento: Alberto Quiroga, Manuel Arias e Jorge Alí Triana.
Fotografia: Rodrigo Lalinde.
Duração: 1h30m.

“Bolívar Soy Yo” é uma farsa de humor negro que retrata com ironia e acidez o insólito, violento, cruel, maravilhoso
e estranho mundo em que vivem os colombianos de finais
do século XX e inícios do século XXI.

WHISKY
Uruguai, Argentina, Alemanha e Espanha. 2004.
Realização: Juan Pablo Rebella e Pablo Stoll.
Int.: Andrés Pazos, Mirella Pascual, Jorge Bolani.
Argumento: Pablo Stoll, Juan Pablo Rebella e Gonzalo Delgado Galiana.
Fotografia: Bárbara Álvarez.
Duração: 1h34m.

Jacobo é proprietário duma velha fábrica de meias no Uruguai. Marta, a sua empregada fiel. Ambos têm uma vida monótona, centrada no trabalho. No dia em que Herman,
o irmão de Jacobo que vive no estrangeiro, anuncia a sua visita, este decide pedir a Marta que se façam passar por marido e mulher. Uma história contada através de pequenos
pormenores e trivialidades. Três personalidades aparentemente inofensivas. Três tipos de solidão.

MACHUCA
Chile, Espanha, Reino Unido e França. 2004.
Realização: Andrés Wood.
Int.: Matias Quer, Ariel Mateluna, Manuela Martelli, Ernesto Malbran, Federico Luppi.
Argumento: Roberto Brodsky, Mamoun Hassan e Andrés Wood.
Fotografia: Miguel J.Littin, AEC.
Duração: 2h00.

Chile, 1973. Gonzalo Infante e Pedro Machuca são duas
crianças de onze anos que vivem em Santiago, o primeiro num bairro de classe média o segundo num humilde bairro clandestino recentemente construído a poucos quarteirões de distância do primeiro. Dois mundos separados por uma grande muralha invisível que alguns, na sua luta por tornar realidade os sonhos de uma época cheia de esperanças
revolucionárias, querem derrubar.

SUITE HABANA
Cuba. 2003.
Realização: Fernando Pérez.
Int.: Francisco Cardet, Amanda Gautier.
Fotografia: Raúl Perez Ureta.
Duração: 1h20m. / Documentário (LM)



Amanhece em Havana e, à medida que o dia avança, seguimos as vidas de dez cidadãos cubanos, apenas com sons e imagens acompanhadas de música.

UN OSO ROJO
Argentina, Espanha e França. 2002.
Realizador: Adrián Caetano.
Int.: Julio Chávez, Soledad Villamil, Luis Machín, Agostina Lage, Enrique Liporace, René Lavand.
Duração: 1h37m.

Depois de ter passado sete anos na prisão por homicídio
e assalto à mão armada, Oso obtém a liberdade
condicional. A sua mulher Natalia e a sua filha Alicia vivem agora com Sergio, um operário que se endivida a apostar nas corridas. Oso está disposto a reconquistá-las, a
ajudá-las, mas para isso terá de superar a sua torpeza e os seus ataques incontroláveis de violência. Assim que El Turco o tenta com um novo golpe, ele compreende que a única saída possível para mudar o futuro da sua filha será fora da lei. Un Oso Rojo, western desencantado e urbano, conta o destino de uma justiceiro marginal na dura realidade de um subúrbio de Buenos Aires, tendo como cavalo um carro, como saloon o Bar del Turco, e o sorriso de Alicia como a única recompensa do cowboy solitário...

CRÓNICAS
Equador e México. 2004.
Realização: Sebastián Cordero.
Int.: John Leguizamo (Manolo Bonilla), Damián Alcáraz (Vinicio Cepeda), Leonor Watling (Marisa), José María Yazpik (Ivan).
Duração: 1h48m.

Na cidade de Babahoyo, passados dois anos, as crianças desaparecidas são encontradas assassinadas. A polícia não tem nenhuma pista. Manolo Bonilla, jornalista de um
programa televisivo sensacionalista, tem a certeza de que se trata de uma só pessoa. Um encontro com Vinicio Cepeda, que acaba de atropelar acidentalmente uma
criança, e lhe confidencia algo, acaba por o convencer que está perante o assassino em série.

REDENTOR
Brasil. 2004.
Realização: Cláudio Torres.
Int.: Pedro Cardoso, Miguel Falabella, Camila Pitanga, Fernando Torres, Stênio Garcia, Fernanda Montenegro.
Duração: 1h50m.


Milagres acontecem: um jornalista recebe de Deus
a missão de convencer o seu amigo de infância, um
corrupto construtor, a doar a sua fortuna aos pobres.

ASÍ ES LA VIDA...
México, França e Espanha. 2000.
Realização: Arturo Ripstein.
Int.: Aracelia Ramírez, Luis Felipe Tovar, Patricia Reyes Spíndola, Ernesto Yáñez, Francesca Guillen.
Duração: 1h38m.

Júlia vive numa cidade enorme, poeirenta e anónima. Júlia tem 25 anos, dois filhos e um marido. Júlia não estudou, não trabalha nem tem família. Júlia é curandeira, trata calos, dores de costas, e as almas, e às vezes pratica o aborto. Júlia está sozinha. Não tem amigos. Não tem raízes. A cidade secou-as. Júlia tem os seus filhos. Júlia tem um marido... ou pelo menos, acredita que tem... Até que um dia, o perde. E com ele, perde o apartamento em
ruínas, o trabalho, o seu orgulho de mulher, a sua
dignidade. Nesse dia, o seu universo despedaça-se. Nesse dia, Júlia só pode contar com os seus filhos, testemunhas do amor e do desamor do seu marido. Eles serão o seu instrumento de vingança.

CURTAS-METRAGENS

L’EVANGILE DU COCHON CREOLE
Haiti, França. 2004.
Realizador: Michelange Quay. / Duração: 19min.

Uma viagem apocalíptica, política e musical ao Haiti de hoje, tocando os temas da história, cultura popular e
racismo no Haiti: “Eu sou o porco crioulo. Sou o que sou. Sou o porco dos vossos antepassados. Não existe outro porco para além de mim. Porco crioulo, porco preto, porco apocalíptico. Porco do novo mundo. O meu sangue lavou os escravos dos seus pecados e a minha carne é a tua carne, até ao fim dos tempos”.

QUIMERA
Brasil. 2004.
Realizador: Eryk Rocha. / Duração: 16min.

Os espectadores encarnam gatos de rua e assistem a um homem a fazer a barba, interpretado pelo poeta inglês Simon Lane. A barba converte-se em gato e o gato em barba. Homem e gato confundem-se no limite invisível entre os corpos. Neste filme, também os limites entre artes plásticas e cinema se esbatem, não fosse ele produto de um encontro entre Tunga, um dos mais importantes artistas brasileiros na cena internacional, e o cineasta Eryk Rocha.

TANGO DEL OLVIDO
Argentina. 2002.
Realizador: Alexis Mital Toledo. / Duração: 15min.

Entre 1976 e 1983, durante a ditadura argentina, 30.000 pessoas foram presas, torturadas e mortas arbitrariamente. Outras foram obrigadas ao exílio europeu, saindo pelo Uruguai. Este filme é baseado numa história verídica. Conta o destino de um filho de um dos opositores
políticos, que viveu na completa ignorância em relação
ao seu passado durante trinta anos. Na sua viagem de
regresso a Buenos Aires, confronta-se com a Argentina contemporânea, que recusa a sua memória negra e
perdoa os seus carrascos.

RESPETE LAS SEÑALES
México. 2003.
Realizador: Gary Alazraki. / Duração: 7min.

Numa noite solitária, um polícia sente-se atraído por uma mulher que mandou parar por ter passado um sinal
vermelho. Segue-se uma série de acontecimentos
sobrenaturais que os farão vítimas de uma perseguição pela cidade, o que mudará as suas vidas.

EL CHANCECITO
Venezuela. 2003.
Realizadora: Efterpi Charalambidis. / Duração: 22min.

No cabeleireiro de Rudi, todos querem que a vida lhes dê a oportunidade que desejam, no entanto os caprichos de uma cliente aspirante a Miss Venezuela farão girar a roleta na qual a oportunidade já não dependerá somente da sorte ou dos santos, mas também de uma atrevida decisão.

GATOS PLACENTARIOS
Chile. 2003.
Realizador: Shawn Garry. / Duração: 22min.


Ángela encontra-se numa cama de hospital. Alguns dias antes, havia recebido uma notícia e queria surpreender
o seu namorado. Um incidente trágico e inesperado
separa-os, impedindo que ele tome conhecimento da novidade e condenando Ángela aos tormentos de um hospital surrealista, com um enfermeiro sádico e
psicopata.

NOTICIAS PARA MANUELA SOBRE LA MUERTE DE BOLÍVAR
Bolívia. 2000.
Realizador: José Sánchez-H. / Duração: 3min.

Filme experimental baseado na vida de Manuela Sáenz (1797-1856). Em 1822, conheceu Simón Bolívar,
tornando-se sua amiga, amante e aliada política. Este filme-
-poema tem lugar em 1830, quando Manuela recebe
a notícia sobre a morte do libertador da Venezuela, Equador, Peru, Bolívia e Panamá.

LA CAMA CINCO (La Invariable Cotidianidad)
Colômbia. 2000.
Realizador: José Luis Arzuaga. / Duração: 14min.

Aborda, de forma intimista, o mundo de doentes
terminais e a sua passividade em relação ao destino. Um deles, o da cama assinalada com o número cinco, decide entregar-se à imaginação. Todos os restantes doentes são transportados para o exterior pelos relatos do ancião sobre “lá fora”: um casal de namorados que discute, um homem nobre que ajuda alguém e acaba por ser
roubado, a mulher que passeia o cão e desaparece no meio do nada.

EXPOSIÇÃO

LOS OLVIDADOS, MEMORIA DEL MUNDO
(exposição sobre o filme de Buñuel, rodado no México)
Inauguração - Quarta-feira, 21, às 18h00

MUSEU DA MARIONETA

22 a 30 de Setembro
Horário:
10h00 - 13h00, 14h00 - 18h00

Acesso às sessões DA MOSTRA

Condições gerais:

Bilhete simples: 3 euros

Passe, para acesso
a todos os filmes e sessões: 15 euros
(à excepção do filme de fecho da Mostra e das sessões de curtas-metragens todos os filmes repetem)

Condições especiais para sócios do ABC, SPGL e titulares de inscrição provisória no ABC:
(contra a apresentação do cartão de sócio ou na falta deste contra a apresentação do presente programa)

Bilhete simples: 2 euros
(com direito a comprar 2 bilhetes/sessão)

Bilheteira no Fórum Lisboa:
> de 01 a 14 de Setembro
10h00 -13h00 e 14h00 - 18h00
(excepto 3.ª feiras)
> durante a Mostra
1h30 antes do início de cada sessão

Classificação etária geral: maiores de 12 anos.
O programa pode ser alterado por motivos
imprevistos.

CALENDÁRIO DE SESSÕES

Setembro de 2005

FÓRUM LISBOA

Quinta-feira, 15

22h00
PUNTO E RAYA
Elia Schneider

24h00
DEUBREKA
Animação do cocktail

Sexta-feira, 16

19h00
BOLÍVAR SOY YO
Jorge Alí Triana

22h00
WHISKY
Juan Pablo Rebella e Pablo Stoll

Sábado, 17

19h00
PUNTO E RAYA
Elia Schneider

22h00
MACHUCA
Andrés Wood

Domingo, 18

19h00
WHISKY
Juan Pablo Rebella e Pablo Stoll

22h00
BOLÍVAR SOY YO
Jorge Alí Triana

Segunda-feira, 19

19h00
MACHUCA
Andrés Wood

22h00
SUITE HABANA / Doc.
Fernando Pérez

Terça-feira, 20

19h00
UN OSO ROJO
Adrián Caetano

22h00
CRÓNICAS
Sebastián Cordero

Quarta-feira, 21

19h00
SUITE HABANA / Doc.
Fernando Pérez

22h00
CURTAMÉRICAS

Quinta-feira, 22

19h00
CRÓNICAS
Sebastián Cordero

22h00
REDENTOR
Claúdio Torres

Sexta-feira, 23

19h00
CURTAMÉRICAS

22h00
UN OSO ROJO
Adrián Caetano

Sábado-feira, 24

19h00
REDENTOR
Claúdio Torres

22h00
ASÍ ES LA VIDA
Arturo Ripstein

3 comentários:

Anónimo disse...

I found this site using [url=http://google.com]google.com[/url] And i want to thank you for your work. You have done really very good site. Great work, great site! Thank you!

Sorry for offtopic

Anónimo disse...

Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium?
Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!

Anónimo disse...

[url=http://www.bettybrigade.com/contact/news-professional.php]Viagra professional[/url]